A população mundial deverá chegar a 8,9 bihões de pessoas em 2050 se continuar no ritmo atual de crescimento. A projeção é do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) que divulgou nesta quarta-feira o relatório de 2004 sobre a situação da população mundial, que hoje conta com 6,3 bilhões de pessoas.

Segundo a representante da UNFPA no Brasil, Tânia Patriota, os países avançaram muito em questões como planejamento familiar, igualdade de gênero na educação e redução da mortalidade materna e infantil. Todos esses compromissos foram assumidos pelos 179 países que participaram da Conferência sobre População, realizada em 1994, no Cairo.

De acordo com o relatório, 99% dos países adotaram leis e políticas sobre essas questões. Mas o relatório aponta também os desafios que ainda existem. A cada minuto, uma mulher morre por problemas na gravidez, no parto ou no pós-parto. O relatório revela ainda que apenas 21 países têm aplicado as leis para conter e punir a violência contra a mulher, incluindo o Brasil.

O Brasil foi citado diversas vezes no relatóprio por suas ações positivas na questão populacional. Tânia Patriota afirmou que o país tem tido um papel de liderança nas negociações de acordos mundiais sobre população.