Foto: José Gomercindo/SECS

Durante a solenidade de conclusão do curso de formação de 1.000 policiais militares, nesta segunda-feira em frente ao Palácio Iguaçu, o governador Roberto Requião informou que os índices da criminalidade em Curitiba caíram 30% após o início da operação “Paraná contra o Crime ? Polícia na Rua”. “Esses números cairão ainda mais agora com os novos policiais. Curitiba sentirá o pulso firme e o braço forte da Polícia Militar garantindo a segurança de todos. As ruas voltarão a ser espaços onde poderemos passear a qualquer hora do dia, com tranqüilidade”, garantiu.

Requião também anunciou a compra de mais 5.000 pistolas semi-automáticas calibre 0.40, que serão distribuídas em todo o Estado. “Quero uma polícia bem equipada, inteligente, agindo racionalmente no combate à criminalidade. O resultado das ações será baseado muito mais na eficiência do trabalho do que no risco de vida dos policiais”, destacou.

Outros grandes municípios do Estado deverão contar com a operação, que teve início em Curitiba no começo de agosto, quando todos os policiais civis e militares da capital e Região Metropolitana deixaram, parte do tempo, os serviços administrativos para dar prioridade ao policiamento nas ruas. Além do policiamento ostensivo, estão sendo realizadas operações especiais, blitze e varreduras.

O governador salientou que não vai contratar mais policiais do que o Estado precisa, mas que vai equipar a Polícia com armamentos e equipamentos de segurança, comunicação e locação de qualidade. Para Requião, “dessa forma o trabalho terá maior rendimento e os policiais poderão ser bem pagos. A tolice do excesso de policiais só cria homens mal pagos, desarmados e sem qualificação”.

Requião recomendou aos policias que nunca percam o vínculo com a sociedade paranaense. “Vocês são os policiais da modernidade e devem ter uma visão de fraternidade e amor ao próximo. É a polícia solidária, das Patrulhas Escolares Comunitárias e do Projeto Povo”, exemplificou.

O governador também salientou que os novos policiais militares devem dedicar-se totalmente ao trabalho e ter orgulho da farda que vestem. Dessa forma, segundo Requião, eles terão o reconhecimento da sociedade paranaense e do Governo. “Temos a melhor polícia do Brasil e a qualidade da formação de todos se refletirá na progressão salarial. O Governo irá fixar progressivamente melhores salários”, adiantou.

Homenagem

O governador fez questão de saudar os familiares presentes na formatura. Cerca de 5.000 pessoas participaram da cerimônia. “Mães, pais, irmãos, filhos, esposas e noivas merecem a minha homenagem. A presença de vocês mostra o orgulho que vocês têm pelos seus parentes integrarem hoje a melhor Polícia Militar do país”, disse Requião.

Segundo o governador, todo o empenho na formação e no trabalho que será exercido será reconhecido não só pela sociedade, mas por todo o Governo. “A formação dessa turma foi exemplar e o Governo ainda vai investir muito em vocês. Queremos que vocês cresçam na profissão e tenham uma graduação universitária e uma remuneração digna”, afirmou Requião aos formandos.