O governador Roberto Requião empossou nesta quinta-feira (12) o empresário Virgílio Moreira Filho como novo secretário estadual da Indústria e Comércio e Assuntos do Mercosul. Com o respaldo das entidades empresariais e industriais do Paraná, Moreira Filho afirmou que dará continuidade aos programas desenvolvidos pelo governo do Estado.

?Serei um interlocutor das entidades empresariais junto aos órgãos de governo e, para isso, quero manter e ampliar o diálogo com as entidades de classe. Nosso objetivo maior é o desenvolvimento sustentável do Paraná, economicamente forte, socialmente justo e ambientalmente correto?, disse.

Ao empossar o novo secretário, o governador Roberto Requião citou o critério que utilizou. ?Resolvi abandonar o critério das indicações políticas e solicitei às associações empresariais que sugerissem um nome. Para minha surpresa, surgiu a indicação de um amigo antigo e companheiro de muitas lutas?, afirmou Requião.

Empregos

O governador disse que a posse ocorre num momento extraordinário da economia paranaense, principalmente com a geração de novos empregos. Afirmou que graças a criação de novos postos de trabalho, os pedidos de seguro-desemprego caíram. ?Em 2003, o Paraná desembolsou R$ 500 milhões com o seguro e, no ano seguinte, R$ 460 milhões?, apontou.

?Nos três primeiros meses de 2005, nós desembolsamos R$ 13 milhões, o que nos dá uma projeção de R$ 52 milhões ao ano. Ou seja: o Paraná praticamente não está demitindo ou as demissões caíram cerca de 90%?. Para o governador, isso mostra o acerto das políticas públicas estaduais. ?São ações de apoio à pequena e micro empresa e de políticas de privilégios para os municípios com IDH mais baixo?, destacou

Ainda segundo o governador, o panorama da evolução dos empregos no Paraná está expressa em números. ?São centenas de milhares de novos empregos e 100 mil novas empresas criadas no Paraná desde 2003, sendo 75% delas no interior, revertendo o processo cruel do inchaço da Curitiba e Região Metropolitana?, apontou.

Repercussão

Para o presidente da Associação Comercial do Paraná (ACP), Cláudio Slaviero, a experiência na área empresarial e nas entidades é fator de destaque de Virgílio Moreira Filho. ?Ele trará um trabalho concreto ao governo do Estado e para a sociedade em geral. Os empresários estão precisando de redução de impostos e novos projetos na infra-estrutura para fomentar a economia. Seu trabalho pode surtir um efeito positivo ao Paraná?, afirmou.

Opinião semelhante foi manifestada pelo presidente da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), Rodrigo Rocha Loures. ?Ele vai agregar uma contribuição relevante e estratégica ao governo enquanto representante de instituições empresariais. Com o Estado já com programas prontos e organizados, teremos agora maior aceleração na atração de negócios e de capital. O novo secretário será fundamental nessa fase?, afirmou

Para o presidente da Federação do Comércio do Paraná (Fecomércio), Darci Piana, o novo secretário é um nome vindo do comércio e da indústria do Paraná. ?Ele é um grande conhecedor das questões empresariais no Estado e sua entrada no governo tem total apoio da nossa entidade?, declarou.

Segundo o vice-governador Orlando Pessuti, a escolha foi excelente. ?Moreira Filho já ocupa posições de destaque no meio empresarial e dará seqüência ao trabalho de Luis Mussi. Não teremos nenhum prejuízo ou retardamento nas ações da secretaria. Ao contrário, seremos mais ágeis em função do entrosamento com a classe?.

Perfil

O novo secretário tem 47 anos, nasceu em Irati e é formado em Administração de Empresas. Atualmente, é o 1º vice-presidente da Associação Comercial do Paraná, vice-presidente da Federação das Indústrias do Paraná, vice-presidente da Federação das Associações Comerciais, presidente do Sindicato da Indústria de Aparelhos Eletro-eletrônicos e Similares do Paraná e membro do Conselho de Representantes pelo Paraná na Confederação Nacional da Indústria (CNI).