O governador Roberto Requião e o presidente da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), Luiz Claudio Romanelli, entregaram nesta segunda-feira (20) as chaves de 221 unidades do programa Casa da Família no Jardim Anjico, no município de Fazenda Rio Grande, Região Metropolitana de Curitiba.

?A construção dessas casas confirma aquilo que sempre tenho dito de que este governo fez preferência pelos mais pobres?, disse o governador, que lembrou que a maioria dos moradores do Conjunto Residencial Fazenda Rio Grande I, que segundo ele bem que poderia chamar Conjunto Residencial Esperança, está inscrita nos programas Luz Fraterna e Tarifa Social da Sanepar.

?Esses programas garantem luz de graça para quem consumir até 100 kw/h e o pagamento de uma tarifa mínima de água e esgoto de R$ 7,50 para uma família com quatro pessoas. Isso não é favor e sim apoio do Governo do Estado para o recomeço de vida dessas famílias?, acrescentou.

A Cohapar investiu R$ 2,8 milhões nas moradias. É o maior empreendimento da Cohapar na Região Metropolitana de Curitiba. Os recursos são da própria empresa e do Programa de Subsídio à Habitação de Interesse Social (PSH), do Ministério das Cidades/Caixa Econômica Federal. Segundo Luiz Cláudio Romanelli, presidente da Cohapar, as casas significam vida nova para 221 famílias que moravam em área de preservação ambiental nas Vilas Aquário e Pantanal, às margens do Rio Iguaçu, local sujeito a constantes enchentes e infestações por insetos, aranhas e ratos. ?Agora, cada família terá um endereço, para construir um lar?, frisou.

As moradias têm 40 metros quadrados, dois quartos, sala, cozinha, banheiro, tanque e varanda. Todas têm forro, são construídas em alvenaria e cobertas com telhas cerâmicas. Cada família pôde escolher sua casa entre cinco opções de projeto arquitetônico.