O governador Roberto Requião inaugurou, nesta segunda-feira, a unidade do Bombeiro Comunitário de Campina Grande do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba. Esta é a terceira cidade a receber o projeto que deverá ser levado às cidades com mais de 15 mil habitantes e que não possuam uma unidade do Corpo de Bombeiros. “As unidades são supervisionadas pelos bombeiros militares e têm a participação de funcionários da prefeitura vinculados à Defesa Civil. Esta unidade não vai tratar só de incêndios mas de todas as ocorrências”, declarou o governador Roberto Requião.

O governador também afirmou que a unidade de Campina Grande do Sul, que conta com seis bombeiros comunitários, também vai atender a cidade vizinha de Quatro Barras. “Vamos viabilizar um convênio entre os dois municípios. Isso possibilita um redimensionamento dos equipamentos para outros tipos de atendimento também”, declarou o governador.

O Chefe da Casa Militar e coordenador da Defesa Civil, major Anselmo de Oliveira explicou que o Bombeiro Comunitário é uma parceria do Governo do Estado e prefeitura, através da Defesa Civil. “O governo do Estado fornece um caminhão auto-bomba-tanque, equipado para dar o primeiro atendimento em situações de incêndio, calamidade pública, vendavais, chuva de granizo e enchentes”, disse, acrescentando que o treinamento para os bombeiros comunitários é feito pelos Corpo de Bombeiros.

“A Polícia Militar também ajuda na organização de determinados atendimentos. O município fornece as instalações físicas e funcionários que, depois de treinados, passam a ser agentes municipais da Defesa Civil”, esclareceu.

A Defesa Civil faz toda a coordenação através da Casa Militar e do Diretor de Operações da Defesa Civil do município. Quando a comunidade precisa de um atendimento do serviço do Copo de Bombeiros naquele município, deve telefonar para o 190. Por esse telefone é acionada a equipe do bombeiro comunitário, que, por sua vez, pode pedir apoio ao Corpo de Bombeiros em Curitiba, se houver necessidade. Outra vantagem do programa, segundo o major, é que muitas empresas só se instalam no município, se houver uma unidade do Corpo de Bombeiros, por causa do seguro. “A instalação do Bombeiro Comunitário vai garantir, também, a atração de novas empresas e a geração de empregos para o município”.

O prefeito de Campina Grande do Sul, Elerian do Rocio Zanetti, agradeceu o governador Roberto Requião pela instalação da unidade. “Agora, o socorro está mais perto das pessoas desta cidade. Fazia tempo que almejávamos isso”, declarou.

O diretor de Operações da Comissão Municipal de Defesa Civil e secretário municipal da Agricultura, Meio Ambiente e Turismo, João Batista de Souza Filho, contou que este projeto é uma reivindicações antiga, tanto do município, como dos empresário e da comunidade local. “Com o Bombeiro Comunitário em nossa cidade teremos um atendimento mais rápido e eficiente”, afirmou ele.