O governador Roberto Requião assinou nesta segunda-feira, em uma solenidade realizada no Palácio Iguaçu, os contratos de financiamento para obras de água e de esgoto com 50 prefeituras paranaenses, beneficiando 4,750 milhões de habitantes e gerando 43,5 mil empregos diretos e indiretos. “Os recursos entregues hoje, no valor de R$ 291 milhões, representam o maior investimento em saneamento do país e até 2006, a Sanepar vai investir R$ 1, 776 bilhão na área”, anunciou o governador.

Com relação às renovações dos contratos de concessão da Sanepar com os municípios, o governador Roberto Requião deu um conselho aos prefeitos. Disse que os novos contratos devem ter limitações que garantam o controle da Sanepar pelo setor público. “Se a empresa for privatizada, os contratos devem ser cancelados e todos os bens serão revertidos para o município, sem nenhum ônus, porque essa é a vacina definitiva contra a privatização da água e do saneamento do Paraná”, sugeriu o governador.

Requião também entregou na mesma solenidade 195 ambulâncias para o atendimento de municípios e unidades de Saúde do Estado, no valor de R$ 9,74 milhões. A entrega simbólica das 195 ambulâncias foi feita pelo governador aos prefeitos de Ampére e de Prudentópolis. “Estamos entregando hoje estas ambulâncias e já estamos comprando outras 120. A distribuição vai seguir os mesmos critérios de necessidade, priorizando os municípios com baixo índice de desenvolvimento humano”, disse Requião. Das 195 ambulâncias entregues nesta segunda-feira (28), 21 serão encaminhadas para os consórcios municipais de saúde e as outras 84 para os municípios.

Na área de meio ambiente, o governador assinou um convênio para a implantação de aterros sanitários em 24 municípios para, dessa forma, diminuir o número de lixões a céu aberto existentes no Estado, reduzindo em 30% o volume de lixo produzido. “Faço um apelo tanto aos prefeitos em final de mandato quanto aos que buscam a reeleição, para que não deixem de construir esses aterros sanitários”, disse o governador.