O coronel Sílvio Santos de Moraes Sarmento é oficialmente o novo comandante do Policiamento da Capital (CPC) e substitui o coronel Nemésio Xavier de França Filho, que assume o posto de comandante do Policiamento do Interior (CPI). A troca de cargos foi realizada nesta terça-feira, no Quartel do Comando Geral da Polícia Militar, Rebouças, em Curitiba, e contou com a presença do governador Roberto Requião, do secretário de Estado da Segurança Pública, Luiz Fernando Delazari e de diversos secretários de Estado.

Requião parabenizou os novos comandantes e pediu a eles rigidez nas investigações da morte do major Pedro Plocharski, que comandava o 13.º Batalhão da Polícia Militar, em Curitiba. O oficial foi assassinado na última sexta-feira, quando voltava para casa, depois de um dia de trabalho. "Eu exijo ação e mãos de ferro na resolução deste caso", determinou Requião. O governador pediu dois minutos de silêncio, em homenagem à família de Plocharski, presente no evento.

O secretário, Luiz Fernando Delazari, afirmou que a Secretaria da Segurança está empenhada em identificar e prender os assassinos. Ele está seguro de que este será mais um caso solucionado com sucesso pelas polícias Militar e Civil. "Tivemos a redução de 21% no índice total de criminalidade em todo Estado. O número de apresentações de autores de homicídios tem sido crescente. Estamos certos de que os responsáveis pela morte do major Plocharski logo serão identificados e estarão atrás das grades", disse Delazari.

Comandos

O secretário afirmou que está satisfeito com a ação da polícia e aposta na proximidade da corporação com a comunidade para garantir a segurança nas cidades. "A troca de comandos é saudável. Nossos novos comandantes sabem que a principal missão é expandir as ações da Patrulha Escolar e do Projeto Povo. Todo o Paraná deve estar integrado a esses projetos até novembro deste ano", concluiu Delazari.

O coronel Sarmento assumiu o compromisso de elaborar novos canais de interação com a comunidade. "É importante ouvirmos as sugestões e os pedidos da população. Os telefones abertos a denúncias provaram ser eficientes armas no combate ao crime. Queremos expandir essas propostas e trazer os moradores de Curitiba e de toda a região metropolitana para perto da corporação", disse.

Entre as principais metas do coronel Xavier, que comanda o Policiamento do Interior, está o lançamento da Patrulha Rural. "O número de assaltos a trabalhadores rurais deve ser combatido com a mesma agilidade que combatemos os crimes urbanos. Conto com minha experiência neste ano, comandando o policiamento da região metropolitana, para propor novas ações de segurança para os municípios do interior do Paraná", declarou.

O coronel Sílvio Santos de Moraes Sarmento está na PM desde 1975. Antes de assumir o CPC, ele estava à frente do setor de comunicação social da Polícia Militar. O coronel Nemésio Xavier de França Filho, que assume o CPI, comandou o Policiamento da Capital durante um ano. Ele está na Polícia Militar desde 74.