Catorze pessoas a bordo de uma balsa que naufragou na Indonésia foram resgatadas por um navio cargueiro depois de passarem nove dias num bote salva-vidas, afirmou hoje um agente dos serviços de socorro. Uma décima quinta pessoa morreu logo depois de ser resgatada pelo navio ontem à noite, disse Ketut Purwa, chefe da agência de buscas e salvamento da ilha de Bali. A balsa Senopati Nusantara, que transportava carros e passageiros, tinha 628 pessoas a bordo quando afundou em 29 de dezembro no Mar de Java, depois de ter sido atingida por fortes ondas numa viagem entre a região indonésia de Bornéu para Java.

Desde então, cerca de 245 pessoas foram encontradas com vida. Apenas 13 cadáveres foram recuperados, embora um porta-voz da Marinha tenha afirmado hoje que "centenas" de corpos devem estar presos no convés inferior da balsa. O bote salva-vidas com as pessoas salvas ontem ficou à deriva por quase 600 quilômetros antes de ser resgatado, disse Purwa, que falou por rádio com o capitão do navio cargueiro.

Os 14 sobreviventes chegaram à cidade portuária de Makassar, na ilha Sulawesi, onde eram esperados por dezenas de veículos de emergência, afirmou Purwa. Os acidentes marítimos são comuns na Indonésia, que tem mais de 17 mil ilhas. A superlotação é comum e as normas de segurança marítima não são observadas com rigor.