Brasília – O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento recebe, ainda hoje (11), o resultado dos testes feitos em amostras colhidas de 2.505 bovinos nos municípios de Eldorado, Japorã e Mundo Novo, no Mato Grosso do Sul, com suspeita de febre aftosa. Segundo informou o Departamento de Saúde Animal, no entanto, o resultado não é conclusivo e só será divulgado na próxima semana.

A divulgação só será feita depois de reunião de técnicos do ministério e do estado, a ser realizada em Campo Grande, na terça ou quarta-feira, quando poderá, inclusive, ser determinada a necessidade de novo teste sorológico, em caso de indícios da doença.

Os testes executados pelo Laboratório Nacional Agropecuário, de Porto Alegre, se referem a amostras colhidas no último dia 3 em 382 propriedades rurais na região sul do Estado, fronteira com o Paraguai e divisa com o Paraná. A coleta foi realizada em bovinos com até 24 meses de idade, em áreas vizinhas aos focos de febre aftosa registrados em outubro do ano passado, e que não foram vacinados, justamente para servirem aos testes laboratoriais.

Com base nos resultados do Laboratório Nacional Agropecuário, a Secretaria de Defesa Agropecuária do ministério divulgará relatório avaliando a situação sanitária nos municípios atingidos. Depois da extinção dos animais infectados, no ano passado, com limpeza e desinfecção das propriedades, as áreas ficaram isoladas por 30 dias, o que os técnicos chamam de ?vazio sanitário?, e foram ocupadas, posteriormente, pelos ?animais sentinela? que deram as amostras ora em análise.