Rio de Janeiro – Começou na tarde desta segunda-feira (16), no Palácio Laranjeiras, residência oficial do governador do Rio de Janeiro, o encontro das forças de segurança e de defesa dos governos fluminense e da União, para definir a forma de atuação das Forças Armadas no combate à criminalidade no Rio.

Participam da reunião os ministros da defesa, Waldir Pires, da Justiça, Tarso Genro, os comandantes da Aeronáutica, Juniti Saito; da Marinha, Júlio Soares de Moura, e do Exército, Enzo Martins Peri; os secretários nacional de Segurança Pública, Luiz Fernando Correia, e estadual de Segurança, José Mariano Beltrame, além do governador Sérgio Cabral Filho.

O pedido de ajuda para as Forças Armadas atuarem no estado foi oficializado pelo governador do Rio na semana passada quando da visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao estado. Esta é a terceira vez que o governador pede ajuda das Forças Armadas. O primeiro pedido foi feito logo após tomar posse. Cabral solicitou ao presidente apoio logístico das Forças Armadas nas imediações doas quartéis. A segunda foi na semana seguinte, quando Cabral e outros três governadores da Região Sudeste enviaram carta ao presidente Lula pedindo reforço da da ação das Forças Armadas nas fronteiros do país.