O prefeito Beto Richa instituiu nesta segunda-feira (06) uma comissão especial que vai preparar as comemorações em Curitiba do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil (IMIM 100), em junho de 2008.

A comissão, formada por representantes da Prefeitura, Câmara de Vereadores e comunidade Nikkei, foi instituída por decretos assinados pelo prefeito durante o 1º Encontro para Constituição da Comissão Organizadora realizado na noite desta segunda-feira no Hotel Rayon.

Participaram do encontro o presidente da Comunidade Nipo Brasileira de Curitiba, Jorge Yamawaki, o Cônsul Geral do Japão Hirotsugu Hagiuda, o deputado estadual Luiz Nishimori, e o vereador Rui Hara.

"Pela importância deste marco histórico, estamos constituindo desde já a comissão especial da Prefeitura que dará apoio e respaldo oficial à comunidade nikkei na organização dos vários eventos comemorativos do centenário em nossa cidade", declarou Richa. Várias secretarias municipais, explicou o prefeito, vão participar da comissão sob coordenação do secretário do Governo Municipal, Maurício Ferrante.

O Centenário da Imigração Japonesa no Brasil será comemorado em junho de 2008 e vai resgatar um histórico de lutas e conquistas dos imigrantes japoneses e seus descendentes que consolidaram a comunidade no Brasil e participam efetivamente na construção da sociedade brasileira.

A contribuição e a integração da colônia japonesa ao desenvolvimento do Estado do Paraná e em especial à cidade de Curitiba, disse Beto Richa, têm sido expressivas, com atuação em diversas áreas como agricultura, comércio, economia em geral, política, educação, saúde, ciência e tecnologia e nas artes.

Curitiba abriga 32 mil descendentes de japoneses, a segunda maior comunidade japonesa no Brasil, atrás apenas da cidade de São Paulo. "Isto é motivo de orgulho", disse o prefeito, "tanto somente pela contribuição ao desenvolvimento do país, mas também pela participação no processo de miscigenação que gerou uma cultura tipicamente paranaense".

O prefeito destacou que a história dos primeiros 800 imigrantes japoneses que deram a volta ao mundo para desembarcar no Porto de Santos (SP), no dia 18 de junho de 1908, atraídos pela promessa de uma nova vida, compõe verdadeira odisséia, que teve na travessia transoceânica apenas o seu primeiro desafio.