O prefeito Beto Richa recebeu na manhã hoje os membros do secretariado da Convenção sobre Diversidade Biológica, tratado internacional assinado por 189 países, e dos Ministérios das Relações Exteriores e do Meio Ambiente.

A delegação que veio de Montreal, no Canadá, está em Curitiba pela primeira vez para acompanhar junto ao Governo Federal, estadual e junto à Comissão Municipal instituída pelo prefeito Beto Richa, todos os preparativos para a realização das conferências sobre biodiversidade e biossegurança que acontecerão em Curitiba em março de 2006. Esta é a primeira vez que estas conferências são realizadas no Brasil.

Os dois eventos são resultado da Convenção sobre Diversidade Biológica e deverão definir medidas para implementação do tratado. Entre os dias 13 e 17 de março de 2006 será realizado o 3º o Encontro das Partes da Convenção do Protocolo de Cartagena ou Biossegurança (MOP3), que é o primeiro acordo vinculado à Convenção sobre Diversidade Biológica, um dos principais resultados da Rio 92 (Conferências das Nações Unidas para o Meio Ambiente e o Desenvolvimento), realizada no Brasil. Um dos temas de destaque neste encontro é bastante atual e importante e será a questão dos produtos transgênicos e sua comercialização.

De 20 a 31 de março será a vez da 8a Conferência das Partes da Convenção sobre Diversidade Biológica (COP8) que tratará das questões relacionadas à biodiversidade do planeta. Nesta área o Brasil se destaca por ser um dos países megadiversos.

Depois de dar as boas-vindas aos membros das delegações, o prefeito Beto Richa destacou a importância dos dois temas das reuniões – biodiversidade e biossegurança – para o Brasil e para o mundo. "E para Curitiba, receber eventos como estes, com a orientação do Governo Federal e o apoio do Governo do Estado, será muito importante. Estamos nos preparando para promover um grande encontro de biodiversidade e biossegurança", declarou Richa aos membros das delegações. O prefeito de Curitiba participará na próxima quarta-feira (28), em Brasília, da assinatura do acordo-sede que estabelece oficialmente a realização das conferências no Brasil.