O atacante Robinho foi o principal nome da seleção brasileira que nesta sexta-feira foi derrotada por 2-1 para a Holanda no estádio Mandela Bay de Port Elizabeth (sudeste), deixando a Copa do Mundo da África do Sul nas quartas de final.

Com um grande primeiro tempo em que fez muitas jogadas de classe, marcou um gol e teve outro anulado, o atacante do Santos foi uma peça fundamental para que o Brasil dominasse a equipe laranja com uma atuação ofensiva que deixou a defesa holandesa desorientada, abrindo espaços para que os brasileiros tivessem chances de ampliar o placar.

Em uma desatenção defensiva holandesa Robinho fez aos 10 minutos o único gol brasileiro, após um grande passe em profundidade de Felipe Melo, desviando a bola do goleiro holandês Maarten Stekelenburg com um toque.

Antes disso, um gol de Robinho já tinha sido anulado quando recebeu um passe de Daniel Alves, que estava em posição irregular.

No segundo tempo tudo parecia estar a favor do Brasil, mas a Holanda virou o jogo com duas jogadas aéreas, em falhas da defesa. A seleção perdeu a cabeça e Felipe Melo foi expulso em uma jogada infantil. Robinho foi o espelho do Brasil no segundo tempo, reclamando de forma ríspida em muitas jogadas e com um futebol apagado.