soja2221105.jpgO IBGE divulgou hoje a décima estimativa da safra nacional de 2005, que segundo o instituto deverá somar 112,743 milhões de toneladas, com redução de 5,49% ante a safra de 2004. Os dados são da projeção de outubro. Em relação à projeção de setembro, quando o volume estimado chegou a 112,862 milhões de toneladas, houve redução de -0,11%. Neste caso, segundo o IBGE, a queda deve-se à redução de quase 100 mil toneladas na cultura do trigo entre as duas projeções.

Em 2005, a produção de grãos nas grandes regiões do País e a participação dessas em nível nacional distribui-se da seguinte forma: 4,055 milhões de toneladas (14,03%) no Norte; 9,986 milhões de toneladas (7,00%) no Nordeste; 17,543 milhões de toneladas (-0,52%) no Sudeste; 38,938 milhões de toneladas (-20 27%) no Sul e 42,221 milhões de toneladas (5,73%) no Centro-Oeste. Entre os produtos analisados, os que apresentaram variação positiva na estimativa de produção em relação a 2004 foram: feijão em grão 2ª safra (7,09%); feijão em grão 3ª safra (15,20%); mamona (38,42%) e soja em grão (3,12%).

A variação foi negativa para as culturas de: algodão herbáceo (-3,86%); arroz em casca (-0,12%); feijão em grão 1ª safra (-3,03%); milho em grão 1ª safra (-12,95%); milho em grão 2ª safra (-28,43%); sorgo em grão (-27,34%) e trigo em grão (-12 75%). O IBGE já divulgou o primeiro prognóstico da safra 2006, que segundo o instituto deverá atingir 126,6 milhões de toneladas.