O saldo acumulado da balança comercial brasileira neste ano subiu para US$ 21,951 bilhões – um novo recorde. O resultado representa 71,78% das estimativas do mercado financeiro, que elevou as projeções para US$ 30,58 bilhões para o comércio exterior em 2004.

No acumulado do ano, entre janeiro e o dia 31 de agosto, as exportações alcançaram US$ 61,354 bilhões, com um crescimento na média por dia útil de 34,8% em comparação ao mesmo período de 2003. As importações ficaram em US$ 39,403 bilhões e representaram um incremento na mesma comparação de 29,7%.

Em doze meses, o saldo acumulado, entre setembro de 2003 e agosto deste ano, passou para US$ 31,619 bilhões contra US$ 22,886 bilhões no mesmo período do ano passado. As exportações, em 12 meses, até agosto de 2003, ficaram em US$ 88,928 bilhões (29,2%) e as importações em US$ 57,309 bilhões (24,7%).

Na quinta semana do mês, com apenas dois dias úteis, o Brasil vendeu mais do que comprou, US$ 228 milhões, com exportações de US$ 727 milhões e importações de US$ 499 milhões.

A média diária em agosto, em comparação ao mesmo mês do ano passado, cresceu 35% nas exportações e 43,9% nas importações. No mês, a balança ficou favorável ao país em US$ 3,433 bilhões, também saldo recorde.

Em comparação a julho de 2004, porém, obteve-se uma pequena elevação de 0,7% nas exportações, na média diária, com 2% nas importações.