A Sanepar deve assumir dentro de pouco tempo a operação e destinação final dos resíduos sólidos urbanos de Apucarana. Na última quarta-feira (04), técnicos da Assessoria de Novos Negócios e o gerente regional da Companhia apresentaram ao prefeito Valter Pegorer como serão os trabalhos após a assinatura do contrato.

Segundo Pegorer, ainda não há uma data definida para a assinatura, mas a intenção é que isto ocorra o quanto antes. ?Acatamos a decisão tomada por representantes de 23 entidades que formam o Fórum do Lixo. Queremos que a cidade continue limpa e bem cuidada. Teremos, com a concessão assinada com a Sanepar, o aterro operado com tecnologia e preservação do meio ambiente?, destaca.

A prerrogativa de conceder à Sanepar o serviço de operação do aterro sanitário estava prevista no contrato assinado em dezembro de 2004, quando foi renovada a concessão para os serviços de abastecimento de água e coleta e tratamento de esgoto sanitário. Porém, os estudos e negociações sobre o lixo duraram um ano até se chegar a um consenso.

O assunto gerou a criação de grupo especial com representantes de diversos segmentos da sociedade, o Fórum do Lixo. Após várias reuniões, que contaram com a participação e esclarecimentos de técnicos da Sanepar, a entidade aprovou o projeto do Executivo. Nele está prevista, além da operação do aterro, a prestação do serviço de cobrança da taxa do lixo pela Companhia.

?A tarifa de 2006 não sofrerá alterações, o valor será o mesmo cobrado em 2005. Apenas a forma de pagamento é que mudará?, ressalta Pegorer. De acordo com ele, o valor não será mais cobrado no carnê de IPTU, mas sim na conta de água mensal.

O gerente regional da Sanepar, Antônio Mauro de Souza, afirma que a empresa vai investir, inicialmente, R$ 750 mil em obras de adequação do aterro sanitário do município, que garantirão a utilização da área por pelo menos mais 20 anos. ?Além disto, a alocação de máquina e equipamentos de última geração e a formação de corpo técnico especializado serão providenciados?, destaca.

Exemplo

Souza lembra que Cianorte tornou-se referência nacional na gestão dos resíduos sólidos, depois que a Sanepar assumiu esse serviço na cidade, em março de 2002. Apucarana será a segunda cidade do Estado a conceder este serviço à empresa. ?A gestão adequada do aterro sanitário reflete na preservação do meio ambiente e na saúde pública, e isto faz parte da missão da Sanepar?, justifica o gerente.

O prefeito acredita que a atuação da Sanepar trará muitos benefícios ao município, inclusive na questão da coleta seletiva. ?A empresa deve atuar em parceria com a prefeitura em projetos de incentivo a separação do lixo reciclável e no fortalecimento de entidades como a Cocap ? Cooperativa dos Catadores de Papel de Apucarana ? e a Arema – Associação dos Recicladores de Materiais de Apucarana?, afirma.