Campeão da Copa Libertadores no ano passado, o São Paulo decidirá em dois jogos, de ida e volta, o título da Recopa com o Boca Juniors, que faturou a Copa Sul-Americana. O primeiro jogo será na quinta-feira, dia 7, em La Bombonera, com arbitragem do paraguaio Carlos Amarilla. O jogo de volta será no Morumbi, dia 14, apitada pelo colombiano Oscar Ruiz.

Para os dois jogos, o técnico Muricy Ramalho promete escalar o que tem de melhor. Ele até pensou em poupar alguns jogadores para a disputa do Campeonato Brasileiro, mas depois mudou de idéia. "Trata-se do São Paulo em uma competição internacional e, quando é assim, temos de ir com tudo", diz Muricy.

O técnico só lamentou o fato de só poder inscrever 20 jogadores para os dois confrontos. "Isso é uma vergonha. Com o calendário cheio que nós temos, o ideal seria inscrever pelo menos 25 atletas", disse Muricy. "Infelizmente, esse problema já ocorreu na Libertadores, quando podíamos inscrever apenas 25 e o ideal era ter pelo menos 30.

A Recopa é disputada – entre os campeões de Libertadores e da Sul-Americana – desde 2003, quando o Olimpia (PAR) foi campeão. Em 2004, deu Cienciano (PER). Ano passado, o título ficou com o Boca.

Os ingressos para o jogo no Morumbi já estão à venda e custam de R$ 30 (arquibancada e geral) a R$ 70 (setor Premium). A diretoria colocou mais de 71 mil ingressos à venda em sete postos diferentes, incluindo os estádios do Morumbi, Canindé, Pacaembu, Bruno José Daniel (Santo André) e Ginásio do Ibirapuera. As bilheterias ficam abertas das 11 horas às 17 horas.