A Secretaria de Estado da Saúde pretende dobrar, até o final do ano, o valor dos recursos destinados aos 22 consórcios intermunicipais, responsáveis por controlar toda a área secundária de assistência à saúde, que engloba a realização de consultas e exames.
Serão repassados de R$ 20 mil a R$ 30 mil por mês a cada consórcio, com base em indicadores como área de atuação e oferta de consultas com médicos especialistas, como oftalmologistas e endocrinologistas.
O anúncio foi feito na manhã desta quarta-feira (07), durante reunião entre a Secretaria da Saúde com os deputados estaduais, na Assembléia Legislativa do Paraná.

No encontro, foi feita uma análise da saúde pública no Paraná e suas perspectivas e detalhado o Programa de Regionalização da Saúde ? um dos principais projetos da Secretaria e que envolve ações nos três níveis da saúde: atenção básica, média complexidade e alta complexidade. O repasse da verba para os consórcios e o controle rígido da aplicação dos recursos vai resolver o problema da média complexidade.