A Secretaria da Educação realizou esta semana eleições para diretor e diretor auxiliar em 50 escolas da rede estadual de ensino, que tiveram problemas com impugnação, falta de candidatos, de quórum em eleições anteriores, ausência e desistência de candidatos em 2003, bem como diretores para as escolas novas. Em Curitiba, as eleições foram realizadas nos Colégio Lamenha Lins e a Escola Maria Aguiar Teixeira.

Nesse processo foi possível se candidatar apenas professores e funcionários estatutários com formação superior e com licenciatura. Não puderam se inscrever para concorrer às eleições, professores celetistas e contratos pelo Processo Simplificado (PSS) e Paraná Educação.

Esse novo processo de consulta à comunidade escolar, mediante voto secreto, segue a Legislação Estadual, através da Lei nº 14.231/03 e da Instrução Normativa 02/2003. A Comunidade Escolar votou através dos pais, alunos, professores e funcionários, o que antes era feito por decreto.

Agora, a eleição para Diretores e Diretores auxiliares em todas as escolas do Paraná passou a ser por gestão democrática e voto secreto. Representando, dessa forma, o fim das intervenções e a revogação da legislação autoritária e a implantação de uma política educacional mais transparente no Paraná.