"Eu quero informalidade nessa área", defendeu o secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Márcio Fortes de Almeida, durante encontro na Câmara de Comércio Americana do Rio de Janeiro, referindo-se às negociações bilaterais com os norte-americanos, sem passar pelo âmbito da Área de Livre Comércio das Américas (Alca) e do Mercosul.

Márcio Fortes explicou que, às vezes, acordos bilaterais avançam mais rápido do que as negociações de acordos de blocos econômicos, onde existe maior burocracia. "Eu sou bilateral. Eu opto pelo informal. Eu gosto de chegar e dizer: senta aqui, vamos conversar", afirmou o secretário.

Ele revelou já ter usado o mesmo procedimento com os argentinos e portugueses e alcançado pequenos avanços em áreas específicas, que ajudam no progresso das negociações entre países. Segundo Márcio Fortes, os americanos já sinalizaram de forma positiva para esse encontro, que ainda não tem data marcada. "Não é para discutir termos de acordo, mas sim temas pontuais", disse o secretário.