O secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldair Rizzi participou nesta quarta-feira do evento de Capacitação de disseminadores de Cidadania Fiscal, promovido pela Pró-Reitoria da Universidade Estadual de Maringá (UEM). Ao falar na abertura, Rizzi abordou algumas disparidades existentes no Brasil, principalmente nos aspectos da alta tecnologia e da distribuição de renda.

"O país possui cerca de três milhões de jovens e apenas 40% deles estudam em universidades públicas", lembrou, e ressaltou que a Secretaria apóia o envolvimento cada vez maior das universidades nas ações de educação fiscal e cidadania. "Essa é uma contribuição para a transformação efetiva no País", finalizou.

Além do secretário também participaram do evento o reitor da Universidade, Gilberto Pavanelli, o presidente do Tribunal de Contas do Estado, Heinz Herwig, o prefeito municipal, Silvio Barros e outras autoridades regionais e locais.

O evento tem o objetivo de capacitar multiplicadores para atuar sobre o tema Cidadania Fiscal e enfoca a atividade tributária nos seus aspectos de desenvolvimento econômico e social, além de abordar a educação fiscal visando a uma sociedade justa e eticamente responsável.

O reitor da UEM, Gilberto Pavanelli, falou sobre a importância de se criar espaços fora das instituições de ensino, para discussão do aspecto social da cobrança de tributos, estimulando a população a pedir notas fiscais, acompanhar a execução de orçamentos e aplicação de recursos, além de exigir qualidade dos serviços públicos.

Pavanelli destacou ainda a colaboração dos Núcleos Regionais de Ensino e de outras instituições de ensino, o apoio da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti), inclusive financeiro, para a manutenção de atividades relacionadas com a educação fiscal, e agradeceu ao presidente do Tribunal de Contas do Estado, Heinz Herwig, pela sua participação.