Os secretários Aldair Rizzi (Ciência, Tecnologia e Ensino Superior), Maurício Requião (Educação) e Cláudio Xavier (Saúde) reivindicaram nesta quarta-feira, 23, durante audiência pública realizada na Câmara dos Deputados, em Brasília, a manutenção das chamadas vinculações orçamentárias para áreas essenciais como as da educação e da saúde. Deputados da bancada paranaense também estiveram presentes.

Atualmente, os Estados são obrigados, por força da Constituição, a aplicar, em educação, 25% da receita obtida com impostos. Em saúde, o percentual é de 10,8% em 2003 e 12% a partir de 2004. (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)