Com a carteira de motorista cassada por dois anos devido a 26 infrações de trânsito, um advogado de 35 anos decidiu “burlar” o sistema e falsificar o documento para continuar trafegando por aí. No entanto, a “jogada” não deu certo e ele foi preso em flagrante por falsificação. O homem foi localizado na manhã desta quinta-feira (27) no momento em que trafegava pela na BR-277, em Laranjeiras do Sul, a bordo de um automóvel Hyundai Veloster.

Data de validade da CNH tinha sido alterada. Foto: Divulgação/PRF
Data de validade da CNH tinha sido alterada. Foto: Divulgação/PRF

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os agentes suspeitaram da carteira apresentava pelo condutor e, ao verificar os dados no sistema, perceberam que a data de vencimento havia sido modificada de 2016 para 2019.

Além disso, descobriram que o motorista respondia junto ao Detran um processo de cassação e outros quatro de suspensão do direito de dirigir. “Todos por ultrapassar o limite de 20 pontos em períodos de 12 meses”, informou a PRF.

Ainda segundo a polícia, desde 2010, o advogado já tinha acumulado 26 infrações de trânsito. Dessas, 14 foram emitidas por excesso de velocidade, cinco por avanço de sinal vermelho de semáforos, três por uso de telefone celular, outras três por estacionamento irregular e uma por dirigir com a habilitação suspensa.

“Artes manuais”

No momento da prisão, o motorista confessou que recortou o número “6” do documento e o colou novamente na posição invertida. Diante da situação, ele foi encaminhado para a Delegacia da Polícia Federal em Guarapuava.