Uma equipe do Batalhão de Operações Especiais (Bope), da Polícia Militar do Paraná (PM), interceptou na tarde deste sábado (20) 3,3 toneladas de cocaína em uma marina de Guaratuba, no Litoral do Paraná, na que foi considerada a maior apreensão do ilícito no estado até agora. A droga teria como destino a Europa e, se comercializada, poderia render até R$ 3 bilhões aos traficantes – o triplo do “lucro” no mercado nacional. Três pessoas foram presas.

+ Atenção! Você está a um clique de ficar por dentro do que acontece em Curitiba e Região Metropolitana. Tudo sobre futebolentretenimentohoróscopo, blogs exclusivos e os Caçadores de Notícias, com histórias emocionantes e grandes reportagens. Vem com a gente!

Os entorpecentes foram encontrados no barracão da marina e em um dos dois barcos usados no esquema para transportar os pacotes dos barcos até o navio. O produto estava organizado em tabletes armazenados dentro malas de viagem e no forro do barracão, já prontos para serem enviados à Europa.

+ Leia também: Professora é encontrada morta dentro de loja na Grande Curitiba

O flagra foi facilitado por uma denúncia anônima recebida em meio a um trabalho do Bope na busca por informações sobre criminosos que roubaram agências bancárias de Morretes e de Matinhos dias atrás, fazendo reféns e levando terror ao Litoral.

A denúncia relatava uma movimentação estranha de pessoas em uma marina particular de Guaratuba ao longo da última semana. Ao investigar o caso, os policiais descobriram que a área da marina apontada pelo denunciante havia sido alugada dias antes do roubo à agência de Matinhos e confirmaram as atitudes suspeitas. “Nós estávamos atrás dos assaltantes, mas quando a gente abordou o barracão nos deparamos com outro esquema que não tinha nada a ver com os assaltos”, explicou à Gazeta do Povo o subcomandante do Bope, major Durval Tavares Júnior.

+ Leia mais: Duas pessoas morrem em grave acidente na BR-277, após ultrapassagem proibida

Durante o flagrante, três homens foram presos. Os barcos e os veículos também foram apreendidos, assim como R$ 15 mil em dinheiro vivo encontrado com os criminosos. “Num primeiro momento, até achamos que poderia haver mais drogas em outros locais escondida e por isso acionamos o canil do Bope também, mas não foi achado mais nada”, reatou o subcomandante. “Depois que a gente divulgou as fotos, a PF nos avisou que a droga já tinha sido apreendida na Espanha. Isso confirma que iria para a Europa. Era um grande esquema mesmo”, completou.

+ Leia ainda: Bando armado com fuzis assalta banco e toca o terror em Morretes

Embora os detidos não tenham confessado, a PM não descarta que parte da droga já tenha seguido viagem, uma vez que os traficantes já vinham agindo há algum tempo, de acordo com relato do denunciante.

Pelo tamanho das embarcações, estima-se que cada uma poderia transportar até uma tonelada de drogas. A partir de agora, as investigações serão encaminhadas pela Polícia Federal, responsável pela apuração dos crimes relacionados a tráfico internacional.

Lobo-marinho visita o litoral do PR e chama a atenção de moradores e turistas