Um homem foi preso na tarde desta quinta-feira (22) suspeito de furtar objetos de um hotel onde trabalhava como garçom na região central de Curitiba. De acordo com a polícia, Danilo Alves da Silva, 25 anos, tinha um mandado de prisão em aberto expedido pela 10ª Vara Criminal de Curitiba. O suspeito foi abordado enquanto caminhava pela Rua João Bettega, no bairro Portão, após ser reconhecido pelo gerente do hotel nas imagens das câmeras de segurança do estabelecimento. Veja o vídeo:

Segundo a polícia, o furto teria acontecido no último dia 18 de novembro quando, por volta das 22h30, ele invadiu um hotel na Rua Dr. Pedrosa. Imagens captadas por câmeras de segurança do local mostram um homem circulando pelos corredores e por diversos cômodos carregando sacos de lixos com os objetos.

+Leia também: De muleta, ladrão faz a limpa em casa junto com comparsas; veja as imagens!

O gerente do hotel, que prefere não se identificar, relata que foram subtraídas chaleiras elétricas, secadores de cabelo, sabonetes, condicionadores e até cervejas artesanais, causando um prejuízo superior a R$ 8 mil.

“O gerente do hotel reconheceu o suspeito pelas imagens registradas pelas câmeras de segurança”, afirma o delegado-adjunto da DFR, Emmanuel David. Segundo o delegado, o mandado de prisão cumprido pelos policiais se refere a outro crime praticado por Silva. “Ele tem uma condenação por um crime de roubo. Com o reconhecimento por parte do representante do hotel e com a análise técnica das imagens vamos representar por uma nova prisão”, explicou o delegado responsável pelo caso Emmanoel David.

+Leia também: Carro é destruído após ficar parado no meio da BR-116, em acidente com ambulância

A polícia suspeita que o rapaz tenha praticado furtos contra outros estabelecimentos comerciais. O delegado espera que com a divulgação da imagem do suspeito, outras vítimas possam reconhecê-lo.

Além de uma condenação por crime de roubo – em maio de 2016, ele foi preso em flagrante logo após roubar o celular de uma mulher, usando uma faca e também já respondeu por lesão corporal e violência doméstica. Agora, o suspeito vai responder por furto qualificado. Ele permanece custodiado pela Polícia Civil à disposição da Justiça.

Laudos complicam Edison Brittes, assassino confesso do jogador Daniel