Uma caminhonete abandonada, com as luzes acesas e sem ninguém por perto, levou a desconfiança dos moradores da Rua Frederico Maurer, no Hauer, em Curitiba, na noite desta segunda-feira (8). A Polícia Militar (PM) foi chamada e os policiais descobriram que o veículo era de Sérgio de Abreu, 44 anos, mecânico que foi encontrado morto com o corpo parcialmente queimado na Rua das Amoreiras, no Jardim Gianinni, em Almirante Tamandaré, Região Metropolitana de Curitiba (RMC), no começo da manhã.

+Leia mais! Alerta! Granizo e ventos de até 100 km/h podem atingir Curitiba nesta terça-feira 

A caminhonete Amarok estava aberta. No veículo, que passou por perícia do Instituto de Criminalística, a polícia encontrou vestígios de sangue e, dentro da caçamba, uma lona. O motivo do crime ainda não foi informado pela Polícia Civil de Almirante Tamandaré, que é a responsável pelas investigações.

Na caçamba de caminhonete estava uma lona com sangue. Foto: Lineu Filho/Tribuna do Paraná.
Na caçamba de caminhonete estava uma lona com sangue. Foto: Lineu Filho/Tribuna do Paraná.

Sérgio de Abreu, que era dono de uma oficina que prestava diversos serviços automotivos no bairro Rebouças, em Curitiba, foi morto de forma brutal: além de ter marcas de facadas e tiros, os assassinos ainda queimaram parte do corpo, da cintura para baixo.

Viu essa? Após atingir carro, soltado do exército morre ao bater contra portão e poste

Apesar de ainda não informar o motivo do assassinato, a polícia investiga várias hipóteses, entre elas até a de uma vingança. Sérgio teria registrado, no passado, um Boletim de Ocorrência (BO) contra uma pessoa por ameaça. Além disso, também teria outro registro com a polícia por desacerto comercial, algo que estaria relacionado à oficina que mantinha. Denúncias que possam ajudar a polícia nas investigações podem ser passadas pelo telefone (41) 3657-1220.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Filho de Nelson Justus ameaça demitir todos na prefeitura de Guaratuba após fracasso do pai