Um Sandero abandonado na Rua Antônio de Felício, próximo ao cruzamento com a Rua Clemente Istsyo Horikoshi, no Jardim Cláudia, em Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba (RMC), movimentou o trabalho da Polícia Militar (PM) na manhã desta quinta-feira (22). Dentro do veículo, que era roubado, foi encontrado uma quantidade de artefato explosivo que pode ter sido preparado para algum ataque a caixa eletrônico.

“O carro foi abandonado na madrugada. Com um dos vidros quebrados, os moradores perceberam que dentro havia um objeto estranho, que poderia ser uma bomba, e chamaram a polícia”, explicou o tenente Ronaldo Alves, do 22º Batalhão da PM.

Quando as equipes chegaram, confirmaram a suspeita, mas não mexeram para evitar uma explosão e bloquearam a rua. O Esquadrão Antibombas foi acionado. “Se tratava, na verdade, de emulsão explosiva. O produto já estava armado e pronto para ser detonado, mas não oferece risco pelo trabalho do Antibombas”, destacou o tenente.

Além da equipe especializada, também foram acionados os policiais do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) e a perícia, tanto do Instituto de Criminalística, como também a do Instituto de Identificação. “Nosso objetivo é o de encontrar digitais ou vestígios deixados pelos bandidos, porque certamente o carro pode ter sido usado em alguma ação criminosa, até mesmo de caixa eletrônico”.

Depois que a perícia for feita, o Sandero, que estava com as placas trocadas, deve ser apreendido. A emulsão explosiva vai ser recolhida e encaminhada ao Esquadrão Antibombas, que deve depois dar um fim ao artefato. Ninguém foi preso ou identificado, pelo menos até o momento.

Seis ficam feridos após ônibus baterem na saída de terminal