O volume de apreensões de drogas sintéticas nos últimos dias, em Curitiba, vem chamando a atenção. Na sexta-feira (24), além da ação da Polícia Militar (PM) que estourou um laboratório com cerca de R$ 700 mil em drogas, a Polícia Civil (PCPR) também cumpriu um mandado de busca e apreensão no Boa Vista, na residência de um casal, que foi preso em flagrante.

Jaison Felipe Tarcezewski Araújo e Elaine Bonfim, ambos com 24 anos, armazenavam porções de maconha, ecstasy, LSD e MD, além de cerca R$13 mil e duas balanças de precisão. Um Pegeout 308 também foi apreendido no local.

A ação ocorreu pela manhã, mas só foi divulgada à noite. Segundo a PCPR, foram apreendidos 1,5 quilos de maconha, distribuídos em 62 porções embaladas e prontas para serem comercializadas, também um pacote grande da maconha e um tablete ainda não fracionado.

>>> Saiba onde serão as manifestações pró-Bolsonaro neste domingo em Curitiba

Foram localizados na casa 262 pontos de ecstasy, das quais 28 unidades estavam dentro do Pegeout e o restante em um cômodo da residência, duas porções da droga em pó, 14 selos de LSD e nove porções de uma droga sintética conhecida como MD.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

A operação contou com o apoio do cão farejador da PCPR, que auxiliou nas buscas e indicou onde estariam as drogas. No quarto do casal, os policiais encontraram R$12,9 mil em dinheiro, possivelmente proveniente do tráfico de drogas.

No local, o suspeito assumiu a posse de todos os entorpecentes. De acordo com a PCPR, Jaison Felipe teria dito, ainda, que comercializava drogas em baladas e para quem lhe solicitava via aplicativo de mensagens, pois se recusava a trabalhar formalmente para receber R$1,5 mil por mês. A companheira do homem afirmou que tinha conhecimento que ele traficava drogas.

O casal foi autuado em flagrante por tráfico e encontra-se preso, à disposição da Justiça.

Polícia apreende R$ 700 mil em drogas ao estourar laboratório de traficantes em Curitiba