Uma caixa, com um saco plástico azul e um relógio dentro, deixada em frente ao Juizado da Mulher na Avenida João Gualberto, no bairro Alto da Glória, mobilizou o Esquadrão Antibombas do Comando de Operações Especiais da PM na manhã desta terça-feira (06).

Funcionários que chegavam para trabalhar, por volta das 8h, desconfiaram do objeto deixado no local. Um deles, segundo a polícia, chegou a mexer na caixa, mas quando encontrou o relógio ficou com medo e resolveu chamar as autoridades.

Às 10h20 a polícia fez a detonação do objeto. Dentro do saco plástico foi encontrado uma espécie de simulacro de bomba. “Tinham todos os artefatos de uma bomba, mas sem poder de detonação. Acredito que quem deixou esse saco aqui, fez para chamar a atenção. E conseguiu causar um transtorno para todos, polícia e população. Agora, com as imagens das câmeras de segurança, vamos identificar quem causou essa situação”, afirmou o soldado Jocezack.

 

Isoladas

A quadra da Avenida João Gualberto entre as ruas Augusto Severo e Mauá foram isoladas. O trânsito foi desviado inclusive para os ônibus biarticulados que cruzam a avenida pela canaleta.

Muitos curiosos acompanharam o trabalho da polícia por mais de duas horas. Algumas pessoas precisaram fechar os comércios e outros foram impedidos de entrar para trabalhar nos prédios isolados.

Márcia Machado é moradora do bairro, ela acompanhou a situação desde o começo. “Quando eu fiquei sabendo achei que era algum saco com roupas de mendigos que dormem por aqui, mas aí os policiais começaram a chegar e isolar toda a quadra, fiquei com medo”, contou.

Após a detonação a polícia liberou a área. O trânsito ainda é intenso na região.

Juizado3