A Polícia Federal identificou o autor da facada em Jair Bolsonaro como Adelio Bispo de Oliveira, de 40 anos, morador de Montes Clarinhos, em Minas Gerais. Ele foi imediatamente preso pelos policiais que faziam a segurança do presidenciável. Após ser levado à delegacia, ele confessou o crime.

Na internet, ele é um ferrenho opositor de Bolsonaro e aliados, como o ator Alexandre Frota. Seu perfil no Facebook já tem ameaças de apoiadores do presidenciável. Ele também ataca na web a chapa de Geraldo Alckmin, chamando a vice do candidato (Ana Amélia) de “ladra de projetos”.

Leia mais: Veja como funciona o esquema de segurança de Bolsonaro

Com uma foto da “Balança da Justiça” em seu perfil do Facebook, Adelio Bispo posta fotos com camisas do movimento ‘Lula Livre’, inclusive com fotos ao lado de outros apoiadores do ex-presidente. Ele chega a comentar sobre a ‘direita maçônica’. “De novo agrado número 13 para a maçonaria, 13 lojas para fundar um novo oriente. O Grande Oriente do Distrito Federal é subordinado ao grande Oriente do Brasil. Foi criado em 1971. Havia a necessidade e de 13 lojas para fundar um Grande Oriente. O primeiro Grão-Mestre do Distrito Federal foi Celso Clarismundo da Fonseca”.

Filiação partidária

A Gazeta do Povo consultou a lista de filiados ao PSOL de Minas Gerais. A informação é que Adelio Bispo de Oliveira foi filiado ao partido em Uberaba (MG) de 2007 a 2014, conforme relação do TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Na lista do PDT de Minas Gerais há ainda o nome de: Jose Adelio Bispo de Oliveira, filiado desde 1992 – e pode ser um homônimo.

Após esfaquear Bolsonaro, o suspeito sofreu uma tentativa de linchamento pela população e rapidamente preso pela polícia.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Bolsonaro levou uma facada durante campanha em Juiz de Fora-MG. Veja o Vídeo!