O pequeno Kevin Brahyan, de quatro anos, que foi baleado junto com mais dois adultos, em São José dos Pinhais, na noite da última quarta-feira (12), morreu no Hospital Evangélico, no início da tarde deste domingo de Páscoa (16). A alvo do atirador, a princípio, ela apenas o pai da criança, Brahyan Wilian Hass de Souza, 23 anos. Mas o atirador não quis deixar testemunhas e atirou também contra quem estava junto com Brahyan.

O crime ocorreu por volta das 23h de quarta-feira (12), numa casa da Rua Constância Ruteliones, no bairro São Judas Tadeu. O atirador invadiu a casa, atirou em Brahyan e, possivelmente para não deixar testemunhas, também atirou contra Williane do Amaral, 23 anos, e contra o garoto.

Brahyan morreu na hora. Williane foi socorrida em estado grave e, até a noite de ontem, de acordo com a Polícia Civil de São José dos Pinhais, permanecia internada no Hospital Cajuru. Já Kevin, que levou um tiro no olho e outro no tórax, ficou internado até este domingo (16), no Hospital Evangélico, onde morreu.

A polícia espera que Williane melhore e possa dar pistas do motivo e do autor do crime.