O desacerto era apenas com Brahyan Willian Hass de Souza, 23 anos. Mas o atirador não teve piedade e também meteu bala contra a companheira de Brahyan, Williane do Amaral, 23 anos, e contra uma criança que estava com eles, de apenas três anos. Brahyan morreu na hora. Já a criança e a mulher foram socorridas em estado grave, com risco de morte.

O crime ocorreu minutos antes das 23h desta quarta-feira (12), na Rua Constância Ruteliones, bairro São Judas Tadeu, em São José dos Pinhais. Segundo a Polícia Militar, a família estava em casa quando o atirador invadiu o local e atirou nos três. A princípio, acredita-se que Williane não tivesse nenhuma relação com os problemas de Brahyan e foi baleada apenas para não servir de testemunha. A criança estaria por perto e acabou ferida também.

Brahyan não suportou até a chegada do Siate e morreu. A criança levou tiros no olho e no tórax e foi levada ao Hospital Evangélico. Williane foi levada ao Hospital Cajuru.

Segundo a Polícia Militar, Brahyan era foragido, porém não soube informar por qual crime. Ele é que seria o alvo do atirador.