A pedido do próprio advogado Cláudio Dalledone, o julgamento do habeas corpus de Allana Brittes, 18 anos, que ocorreria na quinta-feira (21), foi adiado por uma semana, para a próxima quinta (28). Enquanto isso, Allana permanece detida com a mãe, Cristiana Brittes, na Penitenciária Feminina de Piraquara.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Tão logo foi encerrada a primeira etapa da audiência de instrução e julgamento do caso Daniel Corrêa Freitas, na quarta-feira (20), Dalledone entrou com o pedido de habeas corpus para Allana, entendendo que era possível conseguir a liberdade da jovem. E dependendo do entendimento da juíza, a liberdade pode até se estender para Cristiana.

Conforme acredita o advogado, os depoimentos coletados nas audiências esclareceram que Cristiana e Allana não participaram ativamente do crime, e isto seria o motivo para deixa-las em liberdade. Elas e Edison Luiz Brittes Júnior, o “Juninho Riqueza”, completam 3 meses e 22 dias presos nesta sexta-feira (22).

Por conta do pedido de adiamento feito por Dalledone, os desembargadores da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Paraná só voltam a colocar o habeas corpus em pauta na próxima reunião do colegiado, ou seja, na quinta-feira da semana que vem.

Cercada de polêmicas, primeira etapa do julgamento do caso Daniel acaba