Um homem, de aproximadamente 25 anos, morreu em confronto com a polícia na tarde desta quarta-feira (4), no Campo de Santana, em Curitiba. Ele dirigia um Honda City, roubado no Parolin na semana passada. Uma viatura de Rondas Ostensivas de Natureza Especial da Polícia Militar (Rone) identificou o veículo, durante um patrulhamento na Cidade Industrial (CIC), e o suspeito iniciou uma fuga da abordagem, que terminou em confronto no fim da Rua Altevir Luís Dalagassa, em uma área de matagal. A ação foi por volta das 13h30.

+Leia também: Força Nacional é chamada após homem ser encontrado morto com as pernas amarradas

Segundo o tenente Raphael Stapassoli, da Rone, a equipe perdeu o veículo de vista no Contorno Sul, no acesso para Araucária, Região Metropolitana. A equipe então se deslocou até o Campo de Santana e, novamente, se deparou com o suspeito.

“Ele entrou em uma estradinha de terra no fim da rua. Quando percebeu que não havia saída, desceu do veículo e tentou fugir para o matagal. Não havia para onde ir, então ele efetuou disparos contra a equipe, usando uma pistola calibre .380. Não houve outra alternativa senão usar de força letal para conter a agressão”, disse o tenente.

Foto: Átila Alberti/Tribuna do Paraná.
O confronto aconteceu em uma área de matagal, no bairro Campo do Santana. Foto: Átila Alberti/Tribuna do Paraná.

Outras placas

Dentro do Honda City foram encontradas placas de veículos, que não eram do veículo que tinha indicativo de furto nesta quarta-feira. “Não dá para afirmar que tenha sido ele, mas as placas podem indicar o seu envolvimento, de alguma forma, também em outros crimes”, informou Stapassoli.

O Siate foi acionado para prestar socorro, mas o óbito foi constatado. O corpo do homem foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML).

Concurso público terá mais de 3 mil vagas para agentes, policiais civis e militares