Dois proprietários de uma distribuidora de alimentos foram presos na tarde desta sexta-feira (24) no bairro Santa Felicidade, em Curitiba, suspeitos de diversas irregularidades, entre elas a falsificação de produtos vencidos, alimentos guardados em locais inapropriados e sem higiene. A prisão aconteceu por meio da Delegacia de Crimes Contra a Economia e Proteção ao Consumidor (Delcon), após alguns comerciantes relatarem aos seus fornecedores que a distribuidora estaria vendendo produtos com preços muito a baixo do praticado por outros locais.

“Após uma investigação, e com mandado judicial, constatamos diversas irregularidades como produtos vencidos no freezer, em desacordo com a norma vigente, vários produtos visivelmente estragados. O que mais causa temor à saúde são os champignons, que estão bem deteriorados, queijos com mofo, embalagens com linguiça até mesmo estufada, vencidos. Muitos produtos encostados, acondicionados no chão. Muitas irregularidades e a população pode estar se submetendo a isso sem saber a esse tipo de conduta” relatou a delegada-titular Aline Manzatto.

A delegada ainda desconfia que Cleonice de Lourdes Vidotto, 39 anos e Anderson Trevisan, 34 anos, utilizavam o estabelecimento para reutilizar alguns produtos vencidos, já que no local foram encontradas uma impressora e diversas etiquetas de produtos alimentícios em branco, de diversas marcas diferentes. “A gente deduz que eles colocavam nova data de vencimento nas etiquetas e colocavam de volta para consumo”, explicou.

O casal foi preso em flagrante, mas a situação não surpreende a delegada, já que eles têm passagem policial pelo mesmo delito. “Autuados em flagrante, novamente, e ficam presos em razão disso. Não será arbitrada fiança em virtude da pena, de 2 a 5 anos, mas vai para análise do juiz”, finalizou.