Genoveva Quartarolli, de 33 anos, pode ser a responsável pela morte da jovem Tathiele Silva Bonfim, assassinada no dia 1º de novembro, e de Maria Luana de Oliveira, morta cinco dias depois. A suspeita foi detida pela polícia enquanto transitava pela rua no bairro Boqueirão, em Curitiba, e o caso foi divulgado na tarde desta sexta-feira (18).

Segundo a Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), a mulher é conhecida como “Véva” e teria matado as duas vítimas no Boqueirão com golpes de faca. “Foram escutadas varias testemunhas e nós temos imagens dela correndo no local do crime e jogando a faca no bueiro”, informa o delegado Cássio André Dias Conceição, responsável pelo caso.

Ainda segundo ele, a motivação dos crimes seria ciúme. “Essas meninas fumavam com o companheiro dela, ela não gostava e as matava. Inclusive, Genoveva já teria agredido o próprio companheiro”, completa.

No entanto, a suspeita nega todas as acusações. “Eu não matei ninguém e não sou ciumenta. Nunca fui presa antes, então não sei o que vai acontecer comigo. Já perdi muita gente da família este ano e estou sozinha. É uma situação muito difícil”, diz, emocionada.

Além desses dois homicídios, “Véva” também é suspeita de um terceiro homicídio, mas o caso ainda está sob investigação.

Vídeo

Veja o vídeo com as entrevistas do delegado Cássio e da suspeita Véva: