O corpo de um homem, com as mãos amarradas, foi encontrado num matagal dentro do Parque Náutico, próximo à Rua Doutor Bley Zornig, no Boqueirão, em Curitiba, no final da manhã desta sexta-feira (25). Segundo a Polícia Civil, os assassinos jogaram cal sobre a vítima, para acelerar a decomposição. O homem pode ser um funcionário de uma concessionária de veículos que estava desaparecido desde o começo da semana.

O corpo estava numa área fechada do parque, mas que costuma invadida por usuários de drogas. Amarrado, com as mãos para trás, o homem tinha um ferimento na cabeça, provocado por um tiro de pistola calibre ponto 40.

O delegado Fábio Amaro, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), disse que na terça-feira (22), um carro, possivelmente o da vítima, foi achado no mesmo lugar. “Como não havia ninguém dentro do veículo, os policiais militares encaminharam o carro à delegacia de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), pois sabiam que o proprietário estava desaparecido, a família tinha feito um boletim de ocorrência”.

Segundo a polícia, o homem morto usava um uniforme e no bolso guardava alguns documentos e até um registro de saída do trabalho. “Isso tudo nos leva a crer que era o homem desaparecido”.

Com a Polícia Militar (PM), a DHPP conseguiu algumas informações sobre possíveis suspeitas, mas isso ainda vai ser apurado. A Polícia Civil busca por outros detalhes sobre o crime, a partir do que já tinha sido registrado na delegacia da RMC. Informações podem ser passadas pelo disque-denúncia da DHPP, que atende pelo telefone 0800-643-1121.