Uma mulher identificada como Ana Cláudia do Rocio Machado, 40 anos, tomou um tiro na batata da perna na tarde desta terça-feira (30), durante uma briga que ocorreu nas proximidades da Avenida Comendador Franco, no Uberaba, em Curitiba. O atendimento dela que se deu de forma inusitada, já que a mulher pediu socorro para uma equipe de jornalistas que gravava uma chamada de televisão nas proximidades. De imediato, os jornalistas acionaram o Siate. A vítima não corre risco de morte.

+ Atenção! Você está a um clique de ficar por dentro do que acontece em Curitiba e Região Metropolitana. Tudo sobre futebolentretenimentohoróscopo, nossos blogs exclusivos e os Caçadores de NotíciasVem com a gente!

Segundo o repórter Alexandre Xavier, do Plantão 190 (TV Transamérica), a Ana Cláudia  chegou mancando até a equipe. No início, os jornalistas acharam que era algum tipo de brincadeira para tentar aparecer na televisão. Porém, foi possível notar uma mancha de sangue na perna dela. “Ela pedia socorro, mas parecia estar um pouco embriagada. Quando  notamos o sangue e um furo na calça, perto da panturrilha, paramos a gravação e acionados o Siate”, explicou o jornalista.

No local, o Siate informou que havia um possível tiro de raspão na perna direita da vítima. Ela foi atendida e encaminhada sem risco de morte para o Hospital do Trabalhador.

A Ana Cláudia disse que é moradora de Paranaguá, no Litoral, e que disparo de arma de fogo ocorreu durante uma briga. Ela não explicou o que motivou a briga e nem o que estaria fazendo em Curitiba. A autora do disparo, segundo a vítima, seria uma outra mulher.

Os jornalistas disseram que vivenciam esse tipo de ocorrência diariamente, mas a forma inusitada como o pedido de socorro chegou até eles surpreendeu. “Fazemos nosso trabalho, que no fundo significa ajudar e levar informação para as pessoas. Dessa vez, colaboramos de forma mais direta. Foi surpresa, mas estamos prontos para isso”, conclui Xavier.

Trio carrancudo é preso após testemunha dedurar assalto em Curitiba