Kleber Rogério de Oliveira Silva, 36 anos, suspeito de cometer ao menos sete crimes de estelionato foi preso em Curitiba na quarta-feira (17). A prisão ocorreu no Centro, no momento em que ele tentava consumar mais um golpe na capital. Em um dos casos, ele teria se apossado de seis veículos de um corretor de imóveis, que seriam supostamente trocados em uma caminhonete modelo Amarok. A polícia chegou até ele por denúncia de uma das vítimas.

+ Atenção! Você está a um clique de ficar por dentro do que acontece em Curitiba e Região Metropolitana. Tudo sobre nossa regiãofutebolentretenimento horóscopo, além de blogs exclusivos e os Caçadores de Notícias, com histórias emocionantes e grandes reportagens. Vem com a gente!

Segundo o delegado Rinaldo Ivanike, do 10.ª Distrito Policial, são mais de 10 vítimas e 15 veículos envolvidos nos estelionatos, que ocorrem em Curitiba desde 2017. “Esse último ele não conseguiu efetivar porque o prendemos. Tudo funcionava de uma forma que ele simulava compra, venda e prometia pagar as vítimas. Ele chegava a transferir veículos de um dono para o outro, como intermediário, e desaparecia com o dinheiro da venda”, disse Ivanike. Uma das vítimas dele teria sido assediada para o golpe por um aplicativo de namoro. “Ele chegou a usar a casa dela como endereço, sem a moça saber de nada”, completou o delegado.

Durante as investigações, os policiais constataram no sistema policial que Kleber de Oliveira já contava com um mandado de prisão em aberto pelo crime de estelionato. Em razão do fato, a equipe monitorou um encontro entre o suspeito e a próxima vítima e realizou a prisão. O golpe seria a transferência de um imóvel.

Em continuidade as diligências, a PCPR descobriu que o homem já aplicou golpes em pelo menos sete pessoas. Em um dos casos, ele teria se apossado de seis veículos de um corretor de imóveis, alegando referir-se a uma negociação que envolvia uma Amarok. Ou seja, a vítima acreditou estar trocando os seis carros pela caminhonete. Em posse dos bens, o suspeito sumiu sem fazer contato algum com o corretor.

Alguns dos veículos subtraídos pelo suspeito já foram localizados no Litoral e Região Metropolitana de Curitiba. Com a prisão do homem, a PCPR espera que outras vítimas apareçam e registrem boletim de ocorrência na delegacia, para que o suspeito possa ser responsabilizado por todos os crimes.
Kleber de Oliveira responderá por estelionato e encontra-se detido à disposição da Justiça.

“Salvei a vida dela, mas perdi a minha”, diz preso suspeito de assassinato em Curitiba