Durante a operação de estouro de um desmanche de veículos roubados, na tarde desta quinta-feira (24), no bairro do Pinheirinho, em Curitiba, dois detalhes chamaram a atenção dos policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) que participaram da ação: a presença de uma viatura descaracterizada da Polícia Civil e também um policial civil que estava no barracão.

“O carro teve uma pane elétrica no dia 24 durante uma operação e foi deixado em uma oficina no bairro Novo Mundo. Como o proprietário não tinha espaço, ele levou a viatura até esta oficina no Pinheirinho. Foi coincidência”, disse o delegado Eric Guedes, da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV).

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Confusão na hora da abordagem

Na hora da abordagem dos policiais do Bope, uma discussão ocorreu entre policiais. O da civil teria se recusado a mostrar a identificação e o bate-boca teria gerado um mal estar na situação. “Ele não aceitou ser revistado, pois disse que era policial e estava com a arma da corporação”, relatou Fábio Machado, delegado também da DFRV.

O caso está sendo apurado pela Corregedoria da Polícia Civil.

+Leia também: Esposa e amante são condenados pela morte de policial em Curitiba

Carros Apreendidos

Segundo informações repassadas pela polícia, um veículo HB20 já estava desmontado. Além disto, um Chevrolet Cruize e um Tiguan estavam com indicativo de furto. Outros veículos também estavam no barracão e em ordem com a lei – apenas a realização de serviços pedidos pelos donos.

Diretora de escola denunciada por maus tratos é indiciada por tortura e castigo