Dois homens foram presos em flagrante na noite desta quarta-feira (28), no bairro Cristo Rei. A prisão aconteceu depois deles se passarem por policiais civis para tentar extorquir uma jovem, de 27 anos, com o pretexto que livrariam seu marido da prisão. O trabalho foi feito pela equipe de investigação da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR) da Capital. Um dos suspeitos é ex-policial militar e foi excluído da corporação após responder por diversos crimes.

Leia mais: Quinteto é pego com mudas de maconha, além de armas e munições, em casa na RMC

Segundo informações dos policiais, Thyago Cezar Santos de Carvalho – ex-policial – 32 anos, e Matheus Henrique de Oliveira, 23 anos, avistaram a vítima em um Fusion, trafegando pelo bairro Rebouças. Os suspeitos simularam uma abordagem policial e se identificaram como policiais da DFR. Momento em que disseram a ela que seu marido possuía um mandado de prisão em aberto e que seria necessário R$60 mil para livrá-lo da prisão.

A dupla ainda pegou o veículo da mulher e ameaçaram a devolver somente após a entrega do dinheiro. “A dupla combinou de encontrá-la no período da noite, no bairro Cristo Rei, próximo a DFR, para fazer com que ela realmente acreditasse que os suspeitos eram policiais da especializada”, explicou o delegado-adjunto da unidade, Emmanoel David.

Pegos em flagrante

No horário combinado com os suspeitos, a vítima entrou em contato com a equipe de plantão da DFR para confirmar os detalhes do encontro. “Esse ocorrido acabou deixando os policiais em alerta para o que estava ocorrendo e conseguiram descobrir o local exato em que eles se encontrariam. Uma equipe se deslocou até lá, realizou uma abordagem e encaminhou a dupla e a jovem até a delegacia para prestar esclarecimentos”, afirma David.

Na delegacia a vítima relatou todo o ocorrido aos policiais. Carvalho foi excluído da corporação após responder por diversos crimes como, tráfico de drogas, venda de medicamentos proibidos, posse ilegal de arma de fogo, ameaça, violação de domicílio e tentativa de homicídio. Os suspeitos foram autuados em flagrante por extorsão e encontram-se detidos à disposição da Justiça.

“Chupa-frango”? Mais de 50 galinhas são mortas e caso macabro assusta dona de viveiro