Um homem que se passava por policial civil para extorquir comerciantes foi preso em flagrante por policiais da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR) de Curitiba. A prisão aconteceu no bairro Cajuru, onde Roberto Carlos dos Santos, 49 anos, se identificou imediatamente como policial, cargo que não ocupa. O caso foi divulgado pela DFR na tarde desta segunda-feira (12).

De acordo com o delegado Matheus Laiola, as investigações começaram assim que a equipe recebeu informações a respeito de uma pessoa que se passava por policial para extorquir comerciantes. “Então, na última sexta-feira abordamos o suspeito, que estava em um veículo muito parecido com o utilizado pela Polícia Civil”, conta.

Segundo o delegado, no veículo Gol descaracterizado foram localizados um rádio comunicador, um giroflex e uma máscara balaclava. “O suspeito também tinha um distintivo de polícia, que usava no pescoço. Por isso, nós o questionamentos e ele disse que fazia parte da corporação”, informa.

No entanto, em uma consulta rápida ao sistema, a equipe percebeu que o indivíduo estava mentindo. “Nesse momento, demos voz de prisão e agora estamos à espera de comerciantes que venham à delegacia e confirmem que esse homem realmente se passava por policial civil para conseguir vantagem indevida”.

Enquanto isso, Roberto está preso na carceragem temporária da DFR e responde por uso indevido de sinais do estado. Se condenado, pode ficar até seis anos na prisão. Além disso, já tem passagens pelos crimes de estelionato e falsificação de documento público.

As diligências também continuam com o objetivo de localizar o outro homem envolvido nos crimes. Denúncias podem ser feitas pelo telefone (41) 3218-6100.

Vídeo

Veja a entrevista com o delegado Matheus Loiola: