Um patrulhamento de rotina na tarde de sábado (22) levou agentes da Guarda Municipal (GM) de Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), a estourar um ponto de tráfico de drogas que ficava em uma casa na Rua Benedito Roseira do Nascimento, bairro Nossa Senhora Aparecida, além de prender cinco pessoas.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

No local, foram encontrados 160 g de substância análoga à maconha, 39 buchas de substância com caraterísticas de crack, além de três frações maiores dessa mesma substância pensando 85 g. Durante a ação da GM, foram detidos o dono do imóvel, Michel Martins Goes, 30 anos, e os irmãos Vinicius Oliveira Silva, 30 anos, Leonardo de Jesus Nadolny Cordeiro, 21 anos, e Liziane Nadolny Cordeiro Goes, 30 anos, além de Maycon Junior de Almeida dos Santos, 22 anos, o primeiro a ser abordado. Uma criança de dois anos que estava na casa foi encaminhada aos cuidados do Conselho Tutelar. Além disso, Liziane foi solta em seguida, pois está grávida de sete meses. Os demais continuam detidos.

+Leia também: Com nove tiros de pistola 9mm, homem é morto em plena luz do dia

No local, foram encontrados 160 g de substância análoga à maconha, 39 buchas de substância com caraterísticas de crack, além de três frações maiores dessa mesma substância pensando 85 g. Foto: Divulgação/GMCL
No local, foram encontrados 160 g de substância análoga à maconha, 39 buchas de substância com caraterísticas de crack, além de três frações maiores dessa substância pensando 85 g. Foto: Divulgação/GMCL

De acordo com informações da GM, a ação ocorreu após Maycon Junior ser visto batendo palmas em frente à residência. Os agentes se aproximaram do local e viram uma pessoa saindo na porta do imóvel e, depois, voltando às pressas para dentro da casa ao se deparar com a proximidade da viatura. A atitude suspeita fez com que os agentes abordassem Maycon na calçada. Ele teria afirmado ser usuário de drogas e os guardas decidiram chamar o dono da casa para averiguação. Ainda segundo a GM, vizinhos que notaram a viatura em frente à casa ligaram para a Polícia Militar (PM), para denunciar que ali ficava um ponto de drogas.

Com essa informação, a GM pediu Michel Martins para entrar e realizou buscas no interior da residência. As drogas foram encontradas em cima de um guarda-roupas. Com Maycon, ainda do lado de fora da casa, os agentes encontraram R$ 20 e um isqueiro.

Indagados, os envolvidos relataram aos guardas que sabiam que os entorpecentes estavam armazenados na casa. Porém, depois disso, ficaram em silêncio. Eles foram entregues na 3.° Delegacia da Polícia Civil de Campo Largo. As drogas também foram levadas para a delegacia.

Dono da Havan diz que vai dar emprego a Lula se ex-presidente for pro semiaberto