Bandidos da gangue da marcha a ré tocaram o terror entre comerciantes da Rua Almirante Alexandrino, bairro Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). A situação foi registrada na manhã deste domingo (20), quando, ao chegar à sua loja, uma comerciante se deparou com a porta de ferro totalmente destruída e boa parte da área interna do comércio igualmente danificada.

Em entrevista à página São José em Alerta, do Facebook, a proprietária do estabelecimento afirmou que sua loja foi arrombada por um grupo de cinco bandidos em um Tempra, composto por três mulheres e dois homens. Ela afirma ter as imagens de circuito interno do estabelecimento, que podem ajudar na investigação da situação. Segundo a empresária, o prejuízo estimado do arrombamento gira em torno dos R$ 8 mil.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias de hoje sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Cansados da criminalidade na região, comerciantes se manifestaram pelas redes sociais afirmando que o centro comercial (segundo maior do município) sofreu nada menos que 12 assaltos nos últimos 2 meses. Ainda em entrevista à página São José em Alerta, a lojista afirmou que o patrulhamento na região tem deixado a desejar. “A polícia só vem quando tem Casa do Papai Noel”, disse. “Pode vir aqui qualquer dia da semana passar umas horas na minha loja pra ver se passa alguma viatura”, propõe.

A situação deve ser investigada pela Polícia Civil de São José dos Pinhais.

Avô é pego no flagra tentando estuprar neta de 4 anos no Paraná