Um homem foi agredido em frente ao prédio da Reitoria da Universidade Federal do Paraná (UFPR), na noite desta terça-feira (9). Segundo testemunhas, que relataram o ocorrido à reportagem, a vítima foi espancada por quatro pessoas por estar vestindo um boné do MST.

O estudante Kaique Esteves, que estava no local e presenciou a ação, afirma que inicialmente pensou se tratar de uma briga de torcidas, já que viu alguns integrantes de uma organizada no local. Porém, após a confusão, os agressores saíram gritando o nome do candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL), o que levantou o viés político da ação.

De acordo com Esteves, as agressões não foram piores pois os estudantes que estavam no local interviram, e ajudaram o homem agredido. “Começou um barulho, a galera se estranhou e aí os caras começaram a ir pra cima dele, a bater nele. De repente, pegaram garrafa de bebida e começaram a tacar nele. A multidão se juntou e protegeu, ate umas meninas ajudaram a ficar na frente”, relatou.

Na ação, alguns vidros da Biblioteca Central da Reitoria foram quebrados. Ninguém mais se feriu. A polícia Militar foi chamada para atender a ocorrência mas não encontrou os agressores quando chegou ao local. O Siate também foi acionado para realizar os atendimentos ao homem.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Ausência de Bolsonaro pode render espaço ‘valioso’ a Haddad na TV