Após um intervalo de cerca de 20 dias sem registrar um homicídio, São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, acabou revivendo esse drama no início da tarde desta sexta-feira (27). Por volta das 13h30, Sindival Miranda, 40 anos, foi morto a tiros no bairro Zaniolo, em frente à sua residência, na Rua Alferes João Bortoloti. Não há informação sobre a identidade dos suspeitos.

+Leia também: Motociclista é atropelado por caminhão após perder o controle na Rodovia dos Minérios

Segundo o delegado Michel Carvalho, de São José dos Pinhais, a polícia tem pistas sobre as características do veículo, mas as investigações ainda terão prosseguimento. “Ele voltava da casa de uma prima, quando foi abordados por suspeitos em um veículo. A vítima tentou escapar, mas acabou caindo em uma valeta, em frente à casa dele. Estávamos há 20 dias sem um homicídio, infelizmente hoje veio ocorrer. Agora, vamos seguir com as diligências e aguardar a perícia”, disse o delegado.

Foto: Atila Alberti/Tribuna do Paraná.
Segundo a polícia, Sindival não tinha antecedentes criminais. Foto: Atila Alberti/Tribuna do Paraná.

Ainda segundo Carvalho, a vítima não tinha passagens pela polícia. “Em um levantamento rápido, ele não tinha antecedentes. Segundo familiares, ele era usuário de drogas. No quarto dele, havia uma quantidade de maconha para consumo próprio”, afirmou.

+ Leia ainda: Suspeito de assalto é golpeado na cabeça pela própria faca no Centro

A polícia científica chegou ao local do crime por volta das 15h30. Pelo menos cinco tiros foram constatados na vítima, todos pelas costas. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal de Curitiba (IML).

O homem tentou escapar, mas acabou caindo em uma valeta. Foto: Atila Alberti/Tribuna do Paraná.
O homem tentou escapar, mas acabou caindo em uma valeta. Foto: Atila Alberti/Tribuna do Paraná.

Força Nacional

No dia 30 de agosto, São José dos Pinhais recebeu 100 policiais da Força Nacional de Segurança, que atuam em conjunto com as forças de segurança estaduais (Polícia Militar e Polícia Civil) e municipal (Guarda). A ação faz parte do projeto-piloto Em Frente Brasil – Programa Nacional de Enfrentamento à Criminalidade Violenta, idealizado pelo ministro da Justiça Sergio Moro.

Trabalhador morre após cair de laje e ficar soterrado; colega dele também ficou ferido