Um homem, de 36 anos, suspeito de violentar uma garota de 13 anos, foi preso pela equipe do 13° Distrito Policial da capital na última sexta-feira (15). No momento da prisão ele estava trabalhando na construção de uma residência localizada no bairro Cajuru, em Curitiba.

De acordo com a polícia, o crime teria ocorrido no inicio deste ano, no bairro Papanduva, em Rio Branco do Sul. E em razão deste crime, existiam dois mandados de prisão expedidos contra o suspeito.

Leia mais: Crime revolta moradores, que provocam incêndio na RMC

Segundo informações policiais, o homem sabia dos mandados e estaria se escondendo para não ser preso. “O homem falsificou o RG do cunhado dele e estaria se passando por outra pessoa, este ato é considerado como crime de falsidade ideológica”, informa o delegado do 13° DP, Gerson Alves Machado.

A equipe policial chegou até o suspeito por meio de uma denúncia anônima, que informou o paradeiro do suspeito. Após encontrem ele na obra, os policiais foram até a residência do homem, que fica na região do Umbará.

Na casa do homem, foram encontrados dois relógios que servem para a medição do consumo de energia elétrica e mais dois hidrometro de consumo de água. Estes equipamentos foram apreendidos e representantes das empresas responsáveis serão chamados na delegacia para que se descubra a procedência dos relógios.

Diante dos fatos, o homem foi autuado pelo crimes de falsidade ideológica, posse e uso de documentos falsos e receptação qualificada. O suspeito foi encaminhado para o 13° DP, onde prestou depoimento, alegando não ter cometido o crime de estupro. Ele segue à disposição da Justiça.