Uma perseguição cinematográfica, que desceu a Serra do Mar e se estendeu por 30 quilômetros, acabou com a prisão do suspeito, no litoral, no início da tarde desta quinta-feira (17). O homem, de 46 anos, roubou uma caminhonete em São José dos Pinhais e só foi pego em Matinhos, na beira da praia, logo depois de atropelar um ciclista.

Por volta das 13h20 desta quinta-feira, agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) receberam a informação de que uma S-10 havia acabado de ser roubada na BR-277, em São José dos Pinhais. Em ronda, localizaram o veículo circulando pelo quilômetro 15 da rodovia, sentido Paranaguá. Os agentes pediram que o suspeito parasse, mas ele tocou adiante pela estrada, sentido praias.

Alexandra – Matinhos

Na altura do quilômetro sete da BR-277, o fugitivo acessou a rodovia PR-407 em direção à Matinhos. Continuando em alta velocidade, realizou ultrapassagens pelo acostamento e em locais sinalizados com faixa dupla contínua amarela. Ao chegar no Balneário Praia Grande, o ladrão saiu da rodovia, acessando a Avenida Beira-mar, onde, no cruzamento com a Rua Nova Londrina, atropelou um ciclista. O suspeito continuou a fuga, mas logo à frente, ele se viu obrigado a parar. A rua estava danificada e ele não teve como prosseguir com a caminhonete. Foi abordado e preso.

 

Roubo

A vítima disse que o assaltante parou seu veículo atrás de sua caminhonete, em um refúgio no quilômetro 53 da BR-277, e efetuou o roubo, abandonando seu carro no local.

O ciclista atropelado foi encaminhado pelo Corpo de Bombeiros para o Hospital Nossa Senhora dos Navegantes, em Matinhos, com suspeita de fratura em um dos ombros.

O preso foi encaminhado à Delegacia de São José dos Pinhais para o registro dos crimes de roubo de veículo e desobediência. Já pelo atropelamento do ciclista ele responderá por lesão corporal grave, omissão de socorro e fuga de local de acidente.

O veículo recuperado já foi entregue à proprietária e o carro do ladrão, abandonado, foi recolhido aos pátios da PRF.

Tchau filha

Durante a perseguição, o ladrão gravou alguns áudios no celular da proprietária da caminhonete, para uma pessoa que ele chama de Cris. O ladrão pensa que vai morrer durante a fuga e pede a esta outra pessoa para se despedir da filha. Ouça os áudios: