Foi preso um homem condenado por crimes de estupro de vulnerável contra as duas filhas, de oito e dez anos, na manhã de terça-feira (30), na Cidade Industrial de Curitiba (CIC). O suspeito, de 50 anos, havia sido julgado pelo crime em 2016, mas estava foragido e foi detido pela Polícia Civil. Ele deve cumprir 21 anos de prisão.

Segundo a polícia, o homem trabalhava como encarregado em uma empresa na CIC. Ele estava na empresa quando foi preso. Para o delegado que cuida do caso, Rinaldo Ivanike, da 11.ª Delegacia de Polícia, não há dúvidas de que ele seja o suspeito, até mesmo porque houve confissão.

De acordo com a investigação na época da denúncia, o homem teria se apaixonado por uma das meninas e o primeiro abuso teria acontecido quando uma delas tinha 10 anos. A mãe só tomou conhecimento dos abusos quando a filha completou 18 anos e resolveu registrar Boletim de Ocorrência.

Segundo a vítima, o crime teria acontecido varias vezes. Em um dos relatos a jovem conta que o pai usava de artifícios para esconder o crime. Ele dizia que a mãe da menina morreria do coração se ela contasse os fatos.

“Ele é réu confesso. Conforme relato da vítima, não houve o ato sexual consumado, mas o indivíduo teria passado a mãos nas pernas e nas partes intimas da criança. Os atos aconteceram dentro da própria casa”, revelou o delegado.

O homem está preso na carceragem da 11ª Delegacia de Polícia e aguarda transferência para o Sistema Penitenciário, onde deve começar a cumprir a pena.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Juiz Sérgio Moro se reúne com Bolsonaro nesta quinta-feira no Rio de Janeiro