Na tarde desta terça-feira (6), Wellington Mateus da Luz, 20 anos, foi encaminhado para a Delegacia de Rio Branco do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba, acusado de tentativa de feminicídio seguida de estupro ocorrida no dia 2 de março deste ano. A vítima seria uma mulher de 37 anos.

+ Atenção! Você está a um clique de ficar por dentro do que acontece em Curitiba e Região Metropolitana. Tudo sobre futebolentretenimentohoróscopo, nossos blogs exclusivos e os Caçadores de NotíciasVem com a gente!

O suspeito, conhecido como Largartinho ou Fanho, teve a prisão preventiva decretada após inquérito policial instaurado por causa dos supostos crimes, que teriam sido praticados dentro de uma casa noturna na cidade de Itaperuçu, também na Grande de Curitiba.

De acordo com as investigações da polícia, autor e vítima estavam em uma casa noturna, no Centro Industrial de Itaperuçu, quando houve um entrevero. Imagens de câmeras de segurança filmaram os dois discutindo do lado de fora do estabelecimento. A vítima teria ido embora, em direção a uma linha de trem próxima ao local, e foi seguida por Wellington Mateus.

Ainda segundo a polícia, a vítima teria sido alcançada pelo suspeito próximo da linha e acabou sendo ‘brutalmente’ espancada, além de ter sido asfixiada. Depois, o autor fugiu acreditando que a mulher estava morta. Além disso, Wellington aproveitou o estado inconsciente da vítima e estuprou a mulher.

A denúncia foi registrada na polícia porque a mulher sobreviveu e formalizou a ocorrência após ter sido encaminhada a um hospital local. Ela fez exames no Instituto Médico-Legal (IML) a pedido da Polícia Civil.

O nome da vítima não foi divulgado e o autor segue preso em Rio Branco do Sul, à disposição da Justiça.

Traficante que tentou escapar de presídio vestido de mulher é encontrado morto